História do Santuário

 

            Nossa história tem inicio em 22 de dezembro de 1958, quando D. Manoel da Silveira D´Elboux, Arcebispo Metropolitano de Curitiba, criou a Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes, desmembrada das paróquias Imaculado Coração de Maria, Nossa Senhora do Rocio e Cristo Rei, confiando-a aos Padres Estigmatinos, chegados a Curitiba em 1957.

            O trabalho é iniciado pelo PE. Vitório Nardon, css (primeiro pároco), e a primeira missa foi celebrada em 21 de maio de 1959, no Grupo Escolar Hildebrando de Araújo, onde por muito tempo foram realizadas as celebrações e atividades pastorais.

            A paróquia aos poucos se solidificava e cerca de 130 famílias que formavam a comunidade, se mobilizaram para a construção da Matriz, em terreno recebido em doação da Prefeitura Municipal de Curitiba; edificou-se então uma pequena igreja de madeira inaugurada em 10 de setembro de 1961 pelo Arcebispo Dom Manoel da Silveira D´Elboux.

            Os primeiros movimentos paroquiais – Associação das Senhoras de Caridade de São Vicente de Paulo, Filhas de Maria, Legião de Maria, Apostolado da Oração e Capelinhas, tiveram grande influência na consolidação da nova paróquia e juntamente com os padres, prestavam atendimento ao Albergue São João Batista, Abrigo Santa Clara, Hospital da Policia Militar. Carentes da comunidade eram atendidos em um centro social e posto de saúde instalado no salão paroquial.

            Com o passar do tempo, do carisma estigmatino surge uma comunidade ativa e participante e as instalações físicas já não atendem as necessidades da paróquia e, em 1979 através do Pe. Jacob Jovino Tomazella css, tem inicio a construção da nova casa paroquial, salão e salas de aula, com cerca de 2.000 m2. Algum tempo depois a velha igrejinha começa a dar sinal de cansaço e a comunidade de mobiliza para a construção de uma matriz e sua demolição foi acompanhada pelos paroquianos com um misto de tristeza e alegria.

            Emocionante foi também sua transferência para o Salão Paroquial, em outubro de 1988, onde permaneceu até 13 de outubro de 1991 quando foi inaugurada a nova matriz, com forma da “Barca de Pedro”, com uma grande cruz que, iluminada é vista por grande parte da cidade; seus vitrais simbolizam as mãos postas em oração e neles estão representados os sacramentos; o teto, em forma de colméia, mostra como deve ser o trabalho dos evangelizadores; a disposição das luminárias lembra uma pomba estilizada simbolizando o Espirito santo.

            O altar principal, com aproximadamente 200 anos, que pertencia aos Padres Beneditinos de Sorocaba e se encontrava na Abadia da Estrada de Votorantin, foi doado por Francisco Capriotti.

            A escultura em madeira representando a Santa Ceia, obra de C.Moser, foi presente do Circulo Trentino de Curitiba. O Cristo Crucificado foi doação do Pe. Santi Capriotti css.

            O carisma da congregação “missionários apostólicos a serviço dos Bispos” disponibilizou a casa paroquial à Diocese, para ter como morador ilustre, Dom Moacyr José Vitti css, atualmente Arcebispo Metropolitano de Curitiba.

            Novas vocações levaram os estigmatinos a manter durante algum tempo em Curitiba, um seminário por onde passaram diversos estudantes para conclusão de seus estudos e posteriormente a ordenação presbiterial.

            A juventude, grande preocupação de São Gaspar Bertoni, é uma das prioridades da comunidade, que tem na Catequese a formação e vivência cristã, no Grupo de Jovens a perseverança e no Escotismo a consolidação do caráter e valores pessoais.

            Em plena sintonia com o Plano Pastoral da Arquidiocese, auxilia nos trabalhos paroquiais, as seguintes pastorais e movimentos: Catequese, Escotismo, Legião de Maria, Movimento de Irmãos, Movimento das Capelinhas, Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (MESC), Conselho Pastoral Paroquial (CPP), Conselho Administrativo Econômico Paroquial (CAEPS), Amigos de Bertoni, Grupo de Jovens, Equipe de Liturgia, Equipe de Canto, Equipe de Eventos, Pastoral do Batismo, Clube de Mães, Pastoral do Dízimo e Pastoral de Coroinhas.

            Cinqüenta anos se passaram e a paróquia espelhando-se em sua história, com esforço de todos, se prepara para o futuro, que com certeza não será menos promissor.

 

CRONOLOGIA

1951: A Capela de São João Batista, da Vila dos Pintos, foi construída em 1951, pelo então Pe. Geraldo Fernandes, superior dos Padres Coração de Maria, (hoje Arcebispo de Londrina)

1958: Chegaram os Padres Estigmatinos na cidade de Curitiba, tomando posse da Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes como pioneiro e primeiro vigário, o Pe. Vitório Nardon. Trabalhando e morando na Capela de São João Batista, Pe. Vitório tinha em mente construir mais tarde uma Igreja Paroquial, a qual seria a verdadeira Paróquia com o nome de Nossa Senhora de Lourdes.

8-1-1958: (Lei 1.536) Doação à Associação dos Padres Estigmatinos do Patrimonial Municipal de uma área de aproximadamente 1.458m2.

22.12.1958: Foi criada a Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes do Capanema com sede provisória na Capela São João Batista. A nova Paróquia foi desmembrada das Paróquias do Coração de Maria, Nossa Senhora do Rocio e em sua maior parte da Paróquia Cristo Rei.
A criação da nova Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes, causou rivalidade entre o povo da Vila Pintos e o povo do bairro Capanema, separados pelo rio Belém. O povo da Vila queria que a sede fosse lá porque a Capela já existia.

21.05.1959: A primeira Missa na nova Paróquia, foi celebrada pelo Revmo. Pe. Vitório Nardon no Grupo Escolar Hildebrando de Araujo. Por dois anos a Missa foi celebrada nesse local para a nova comunidade.
Na época alguns fiéis do bairro Capanema freqüentavam a Missa na Igreja Cristo Rei, outros no centro da cidade e poucos na Igreja São João Batista

31.10.1959: Primeira reunião na sede do Grupo Escolar Hildebrando de Araujo da Comissão Pró-Construção da Igreja Matriz da Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes do Capanema. Esta Comissão foi constituída para auxiliar em todas as contas financeiras da Paróquia. Mensalmente a comissão se reunia na casa de um dos membros.

A primeira festa realizada nesta época deu 50.000,00 (cinqüenta mil cruzeiros).
Horário das Missas: aos domingos 08,30 e 17,30 horas.
Existia na época a Legião de Maria e Grupo de Cruzados

1961 – Maio: Iniciou-se a campanha para construção da nova Matriz do Capanema. A Igreja foi desenhada pelo Prof. Francisco de Lima e a construção foi dirigida pelo Sr. José Bassa, também  morador do bairro. O período de construção levou mais ou menos quatro meses e havia aproximadamente 130 famílias moradoras do bairro.

1961 – 10 de Setembro: A Igreja do Capanema, sede da Matriz, foi oficialmente inaugurada por sua Excia. Revma. Dom Manoel da Silveira D´Elboux.
Padroeira da nova Paróquia: Nossa Senhora de Lourdes.
Vigário: Padre Vitório Nardon
 

 

NOSSA SENHORA DE LOURDES - PROTETORA DOS ENFERMOS


 

 

 

Paróquia Nossa Senhora de Lourdes de Curitiba - Praça Itália 183 - Jardim Botânico 80.210-180 - Curitiba - PR - Fone: 41 3262-2774